Como se adequar à LGPD

18/6/2022
Desde que entrou em vigor, a Lei Geral de Proteção de Dados Pessoais (LGPD) tem sido foco de estudo e atenção da sociedade e do mercado econômico.
Isso se dá porque, de acordo com a Lei, toda pessoa física ou pessoa jurídica, de direito público ou privado, que realiza tratamento de dados pessoais para fins econômicos, precisa se adequar à LGPD.
E essa adequação envolve muitas etapas, algumas mais simples e outras mais complexas. Trouxemos alguns exemplos:
* Treinamento e conscientização da organização e dos colaboradores sobre a nova legislação;
* Identificação dos processos que envolvem tratamento de dados pessoais, pessoais sensíveis e de crianças e adolescentes;
* Garantir a segurança no tratamento dos dados, analisando riscos, ameaças e vulnerabilidades nas operações;
* Adequar contratos de trabalho e contratos com fornecedores e parceiros;
* Atender os direitos dos titulares de forma clara, precisa e ágil;
* Nomear um encarregado de proteção de dados ou Data Protection Officer -DPO (de acordo com o regulamento europeu);
* Adequar termos de uso e política de privacidade bem como o site da organização (se houver);
* Elaborar medidas técnicas, normas e políticas que contemplem os requisitos da LGPD para alcançar a conformidade e poder demonstrar isso, caso seja pedido pelo cidadão ou pela Autoridade Nacional de Proteção de Dados.

Se adequar à LGPD é necessário e importante para qualquer organização que realize o tratamento de dados pessoais.
A Safecomply tem plataforma especializada e especialistas para lhe auxiliar em todas ou em qualquer uma das etapas descritas, dentre outras necessárias para adequação à LGPD.
www.safecomply.com.br